ODE ALLA VITA

11:17



Hoje trago-vos um poema que descobri à pouco e que rapidamente se tornou um dos meus favoritos, chama-se "Ode Alla Vita" e o autor é Pablo Neruda. Continuo a lê-lo e a relê-lo e cada vez o adoro mais, e sinto que simboliza na perfeição a ideia de que há que aproveitar cada segundo e sair da zona de conforto. O original penso que seja italiano mas aqui fica a tradução.

"Ode Alla Vita

Morre lentamente quem destrói o seu amor-próprio, quem não se deixa ajudar. Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.
Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesmo.

Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru.

Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o negro sobre o branco e os pontos sobre os "is" em detrimento de um redemoinho de emoções justamente as que resgatam o brilho dos olhos, sorrisos dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos.

Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite pelo menos uma vez na vida fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente, quem passa os dias queixando-se da sua má sorte ou da chuva incessante.

Morre lentamente, quem abandona um projeto antes de iniciá-lo, não pergunta sobre um assunto que desconhece ou não responde quando lhe indagam sobre algo que sabe.

Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior que o simples fato de respirar. Somente a perseverança fará com que conquistemos um estágio esplêndido de felicidade."

PENSAMENTOS PERDIDOS #1

06:39

Se há coisa que não consigo fazer é respeitar pessoas não me respeitam. Quer dizer, só porque a pessoa está a passar um mau bocado eu tenho de aceitar faltas de respeito? Não, eu não consigo ser assim, a verdade é que cheguei ao ponto em que já não quero saber. Podem discutir comigo, podem acusar-me do que for, que já não me interessa. Na verdade, ao invés de me queixar, escrevo tudo o que tenho na cabeça numa folha de papel como forma de desabafo, já que, sempre que tentei mostrar o meu ponto de vista, a situação foi sempre assumida como uma brincadeira ou não lhe foi dada grande importância. Para essas pessoas pode não ser importante mas para mim é.
Quero ser respeitada e se isso não acontece, então também não merecem o meu esforço.



lifestyle

DESAFIO DE LIMPEZA DE FIM-DE-SEMANA

08:00

Continuas a adiar aquela limpeza que tem de ser feita a todo o custo? Precisas de um pouquinho de motivação para te organizares? Well, liga a tua música favorita e segue este desafio! 


SÁBADO
  • Arruma todos os objectos que tenhas perdidos e espalhados pela tua casa.
  • Separa a roupa que já não usas para doação.
  • Limpa a(s) casa(s) de banho
  • Muda os lençóis da cama
  • Livra-te da comida fora de prazo que ficou esquecida no fundo do frigorífico
  • Organiza a tua despensa da cozinha com etiquetas para cada tipo de alimento
  • Deita fora os frascos antigos de produtos de beleza
  • Lava a louça 


DOMINGO

  • Limpa os espelhos
  • Limpa os televisores e objectos electrónicos
  • Arruma todos os armários
  • Leva o lixo
  • Aspira toda a casa e passa a esfregona

Diz-me nos comentários se conseguiste cumprir todos os passos!